Desempenho das Exportações Brasileiras de Grãos

Fechamento Outubro / 2015

SOJA
As exportações brasileiras de soja em grão ultrapassaram, pela primeira vez na história, a marca de 50 milhões de toneladas embarcadas num mesmo ano. Até o momento, o volume total embarcado, acumulado de janeiro a outubro de 2015, é de 50.8 milhões de toneladas, 13.7% superior ao mesmo período do ano passado.
O total de soja embarcada no último mês foi de 2 milhões de toneladas, estabelecendo um novo recorde para os embarques realizados no mês de outubro, e superando em quase 4 vezes os volumes embarcados no mesmo período em 2014.
Até o final do ano, nossa estimativa é de que o volume total das exportações supere a marca de 52 milhões de toneladas embarcadas.
O porto de Santos continua sendo o principal ponto utilizado pelos exportadores para o escoamento da safra de soja, com 24% de participação do total exportado até o momento. Entretanto, o volume exportado em 2015 pelo porto de Santos é ligeiramente inferior (2,15%) ao observado em 2014. É possível afirmar então, que o incremento no desempenho das exportações de soja deste ano em comparação ao ano anterior, se deu via portos menos utilizados no passado, caso dos portos de Barcarena, Itaqui/São Luis, e Aratu/Cotegipe, que tiveram um crescimento de 86%, 61% e 29% respectivamente, e do grande desempenho de portos já tradicionais como o porto de Rio Grande, com um crescimento de 32% em comparação ao mesmo período em 2014, atingindo um total de 10.6 milhões de toneladas, e do porto de Vitoria/Tubarão, que cresceu 18% no período, tendo embarcado até o momento, 3.8 milhões de toneladas de soja.
A recente greve dos fiscais federais agropecuários não apresentou dificuldades para realização dos embarques durante o último mês. Entretanto, devido ao acumulo de solicitações para emissão de certificados fitossanitários que ficaram pendentes durante o período de greve, diversos exportadores tiveram dificuldades na obtenção deste documento, enfrentando problemas para o desembarque dos navios no destino, tendo inclusive de arcar por algumas vezes com o pagamento de estadia do navio no porto de descarga, até que o documento fosse emitido pela autoridade brasileira e apresentado ao país de destino autorizando assim o desembarque da mercadoria. O atraso na emissão de certificados fitossanitários também ocasionou dificuldades aos exportadores para o recebimento dos valores correspondentes à exportação, pois faz parte dos documentos que devem ser apresentados para atender às obrigações constantes das cartas de crédito emitidas pela maioria dos importadores.

MILHO
O mês de outubro foi o período mais forte para os embarques de milho neste ano, com um total de 4.9 milhões de toneladas exportadas, 44% superior ao volume embarcado em outubro de 2014. O volume total de milho embarcado entre janeiro e outubro deste ano é de 19.9 milhões de toneladas.
Nossa expectativa é de que em novembro e dezembro seja embarcados volumes superiores a 5 milhões de toneladas, em cada mês, atingindo ao final do ano um total superior a 30 milhões de toneladas embarcadas, estabelecendo assim um novo recorde de exportação, a exemplo do que já ocorreu com as exportações de soja neste ano.
O principal porto de embarque das exportações de milho segue sendo o porto de Santos, com participação de 52% no total embarcado até outubro, seguido pelos portos de Paranaguá e São Francisco do Sul, com 15% e 8% respectivamente.
Os problemas decorrentes do atraso na emissão de certificados fitossanitários, tiveram reflexos idênticos aos observados nos embarques de soja, porém com maior intensidade pois, para um navio de milho, é necessária a emissão de em média 30 certificados, o que é 3 vezes mais que a média de fitossanitários emitidos para um navio de soja, o que ocasionou atrasos ainda maiores até que os exportadores tivessem em mãos todos os certificados correspondentes aos embarques.
Elaboração: ANEC

logo

Contato

  • Av. Brigadeiro Faria Lima, 1656
    8º andar -Conj 8 A
    Jd. Paulistano -São Paulo - SP - Brasil
  • (11) 3039-5599 | (11) 3039-5597