Desempenho das Exportações Brasileiras de Grãos

Fechamento Março / 2016

Desempenho das Exportações Brasileiras de Grãos – Fechamento Março/2016

SOJA

As exportações de soja em grão totalizaram um volume de 8.9 milhões de toneladas embarcadas no mês ultimo mês de março. Esse volume é 63% superior aos volumes embarcados no mesmo período em 2015, e um recorde histórico para o mês de março. Foi também o segundo maior volume de exportação de soja já registrado em um único mês, ficando atrás somente do resultado de abril de 2015, onde foram exportadas 9.2 milhões de toneladas.

No acumulado do primeiro trimestre de 2016, as exportações de soja registraram um volume de 13.3 milhões de toneladas, 64% superior aos volumes embarcados no primeiro trimestre de 2015. Este resultado é também o maior volume de exportação de soja já registrado em toda a história, para o primeiro trimestre do ano.

O porto de Santos continua como o principal porto de destino para o escoamento da safra de soja, com 43% de participação nos volumes embarcados em 2016 (5.7M). O porto de Paranaguá, que perdeu um pouco de sua representatividade nas exportações de soja nos últimos anos, deu um excelente salto na direção da retomada na sua participação no escoamento da oleaginosa, com um crescimento de 150% no primeiro trimestre (2.8M), comparativamente ao ano passado (1.1M). Os resultados do Porto de Paranaguá se devem principalmente aos investimentos realizados pela administração do porto, na aquisição de equipamentos mais modernos, como balanças, guindastes, tombadores, e, em destaque, a aquisição e substituição de 4 novos shiploaders, 33% mais eficientes que os antigos, da década de 70, e que aumentaram a capacidade de carregamento de 1.5 mil tons/h para 2 mil tons/h, segundo dados da APPA.

Portos antes não tradicionais, na região norte do país, como Itaqui, Barcarena, Santarém, Itacoatiara, Aratu e Imbituba, mantiveram sua tendência de crescimento e contribuíram para o escoamento de 2.5 milhões de toneladas no primeiro trimestre deste ano. Destaque para o crescimento do porto de Itaqui, em São Luiz/MA, e Itacoatiara, Manaus/AM, que cresceram 76% e 93% respectivamente, o que representou um acréscimo de 610 mil toneladas embarcadas.

A China segue como principal destino das exportações de soja brasileira, importando nesse primeiro trimestre um total de 8.6 milhões de toneladas, o que representa 65% do volume total exportado no período.

Nossa estimativa é de que até o final deste ano, o Brasil atinja um novo recorde de exportação de soja em grão, totalizando aproximadamente 57 milhões de toneladas embarcadas.

MILHO

Próximo ao final do escoamento da safra de milho 2015/2016, as exportações de milho em grão registraram em março de 2016 um total de 604 mil toneladas embarcadas. Este volume ainda é 115% superior ao total embarcado em março de 2015.

No primeiro trimestre de 2016, o total exportado de milho pelo país foi de aproximadamente 7.3 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 138% em comparação com o volume exportado no primeiro trimestre de 2015, onde foram embarcadas 3 milhões de toneladas. O volume registrado neste primeiro trimestre, assim como na soja, também representa um recorde histórico de exportação de milho para o período.

Os portos de Santos e Paranaguá foram fundamentais para que esta marca fosse atingida, registrando respectivamente um crescimento de 191% e 114% em comparação com 2015, o que em volume efetivamente embarcado representou um acréscimo de 2.3 milhões de toneladas.

Os principais destinos das exportações brasileiras de milho neste primeiro trimestre foram: Vietnã, com 1.128 mil toneladas; Irã, com 1.108 mil toneladas; e Japão, com 1.041 mil toneladas.  

Nossa estimativa é de que sejam exportadas aproximadamente 30 milhões de toneladas de milho até o final do ano.

Elaboração: ANEC

logo

Contato

  • Av. Brigadeiro Faria Lima, 1656
    8º andar -Conj 8 A
    Jd. Paulistano -São Paulo - SP - Brasil
  • (11) 3039-5599 | (11) 3039-5597